Receba matérias por email!

Foto da semana: Igreja do Nosso Senhor do Bonfim

Home  »  BahiaBrasilDestinosFoto da SemanaFotografia   »   Foto da semana: Igreja do Nosso Senhor do Bonfim

A Igreja do Nosso Senhor do Bonfim (na verdade Basílica) é um dos ícones de Salvador. Afinal, quem nunca amarrou uma das fitinhas coloridas para realizar desejo?

Construída entre 1746 e 1754, a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim foi criada para abrigar a imagem do Senhor do Bonfim trazida de Portugal. Ele se tornou o padroeiro de Salvador e sua ligação com a cidade é muito forte.

A arquitetura da igreja é no estilo tradicional dos portugueses e por dentro ela é bem bonita, cheia de detalhes.

A grade no entorno da igreja é toda enfeitada com as fitinhas do bonfim, fazendo um visual colorido muito bonito.

Ah! Só para lembrar: amarre a fitinha e de três nós, cada nós para um desejo. Quando a fitinha arrebentar um dos desejos se realizará. Adicione uma grande dose de paciência. Demoooora para a fitinha rasgar.

Se estiver em janeiro em Salvador fique de olho para assistir a lavagem das escadaria da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim, a maior manifestação religiosa da Bahia. Um ritual que começa com um trajeto de 8km pela cidade e que acontece todo segundo domingo de janeiro desde 1754.

Como em todas as atrações de Salvador, cuidado e paciência com vendedores e pedintes que ficam ao redor da igreja.

[mapsmarker marker=”248″]

 

site: http://www.santuariosenhordobonfim.com/

Receba matérias por email!

Post Autor
Lulu Freitas Gorges
Carioca que ama viajar. Meu lema: "Vivo para viajar. Viajo para viver". Compartilho aqui minhas experiências de viagens pelo mundo, com dicas sobre tudo o que conheci e adorei.

comentários

3 comentários
  1. postado por
    A Lavagem do Bonfim em Salvador – Espiando pelo Mundo
    abr 11, 2020 Reply

    […] Igreja do Bonfim, por Lulu Freitas do Lets Fly […]

  2. postado por
    Analuiza
    abr 26, 2018 Reply

    A Igreja do Bonfim é mesmo um dos símbolos soteropolitanos. A Lavagem é uma festa intensa e só quem sobe a colina sagrada sabe a emoção que é, independente de crença, pois a energia é forte e vibrante. Passei toda a minha juventude amarrando fitinhas no braço e nunca soube se os desejos se realizavam, pois quando elas partiam já não lembrava mais o que havia desejado. rsrs

    • postado por
      Lulu Freitas
      abr 29, 2018 Reply

      Analuiza, apesar de não ser baiana sempre alguém de dava as fitinhas e era a mesma coisa… Anos até a fitinha arrebentar e sem lembrar o que pedi! kkk Igual a você. bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *