Receba matérias por email!

Pavilhão Japonês no Ibirapuera: um oásis de tranquilidade

pavilhão japonês no ibirapuera, Pavilhão Japonês no Ibirapuera: um oásis de tranquilidade
Home  »  BrasilDestinosSão Paulo   »   Pavilhão Japonês no Ibirapuera: um oásis de tranquilidade

Conheci o Pavilhão Japonês no Ibirapuera durante o III Japão.br, evento onde conheci atrações de São Paulo ligadas à cultura japonesa. Um cantinho de São Paulo surpreendente!

Veja um pouco como é o passeio aqui. Aproveite e assine o canal do Youtube!

Sobre o Pavilhão Japonês 

predio do pavilhão japonês no ibirapuera
O Pavilhão Japonês. Infelizmente a luz não colaborou na hora das fotos…

O Pavilhão Japonês no Ibirapuera foi inaugurado em 1954, sendo construído pela comunidade japonesa para agradecer a hospitalidade do Brasil. Foi doado nessa data como parte da comemoração do IV Centenário da fundação de São Paulo.

Foi construído com contribuições da comunidade e do governo japonês. Um símbolo de amizade entre o Brasil e o Japão.

O Parque Ibiraquera também foi criado nessa data, ou seja, logo desde o inicio o pavilhão está lá! E muita gente de São Paulo nunca o visitou!

Passeando pelo Pavilhão Japonês no Ibirapuera

Tivemos o privilégio de fazer uma visita guiada pelos Eduardo Nakashima (Secretário Geral Administrativo do Bunkyo) e pelo Eduardo Kurita (Diretor-Presidente da Comissão de Administração do Pavilhão Japonês). Ambos grandes conhecedores da história nipo-brasileira.  

placa comemorativa jardim pavilhão japonês do ibirapuera
Sr. Eduardo explicando o marco comemorativo no jardim.

Logo na entrada do Pavilhão Japonês nos deparamos com uma pedra com ideogramas de frente para o lago do parque, formando uma linda imagem. O texto é uma poesia haiku!

parque ibirapuera sao paulo pavilhao japones lago
Parece uma pintura de tão lindo!

O passeio começa por esse jardim externo, integrado ao Parque Ibirapuera. Senti muita paz nesse lugar! Um jardim composto por belas árvores e esculturas.

jardim do pavilhào japones parque ibirapuera sao paulo
Um cantinho do jardim

Nesse jardim está o que é considerado o maior tesouro da comunidade japonesa no Brasil: um pinheiro plantado pelo então príncipe (e depois imperador) Akihito, em 1967.

pinheiro pavilhao japones ibirapuera sp
O pinheiro plantado pela família real, cuidado em estilo bonsai.

Depois entramos no prédio do Pavilhão, que nada mais é que uma grande casa em estilo japonês.

O estilo japonês

A construção do Pavilhão Japonês levou em em conta a técnica construtiva japonesa no estilo shoin, inicialmente usado na casa de samurais e aristocratas, e sukiya.

O estilo shoin é baseado em composições modulares articuladas de madeira (com divisórias deslizantes) com tokonoma (área destinada à exposição de pinturas e esculturas, por exemplo) e outros nichos (com prateleiras e pequenos gabinetes).

No estilo sukiya é importante a relação entre a paisagem e o interior dos ambientes. A área externa e o paisagismo dos jardins são uma extensão dos ambientes interiores da casa.

Contudo, o Pavilhão Japonês no Ibirapuera não é uma construção totalmente tradicional. Por exemplo, foi usado piso de taco, algo típico do Brasil.

sala pavilhão japonês são paulo
Um das salas do pavilhão.
detalhe janela ibirapuera cultura japonesa brasil
Detalhe do prédio.

Confesso que em um primeiro olhar não reparei nisso, mas os nossos anfitriões logo chamaram a atenção para esses detalhes.

A arquitetura é inspirada no Palácio Katsura em Kyoto, no Japão.

Elementos da cultura japonesa

Dentro do pavilhão encontramos um lago de carpas coloridas. São cerca de 320 carpas, as maiores com uns 30 anos de idade. Há uns saquinhos de rações para darmos para elas… não é por acaso que estão gordinhas! rsrs

As carpas não são comestíveis para os japoneses, pois são um símbolo cultural que significa prosperidade, longevidade e fertilidade.

carpas lago pavilhão japonês são paulo
As carpas gordinhas. rsrs

Também vemos um encantador jardim japonês! Adorei!!!

jardim zen o que fazer em são paulo
O jardim zen. Encantador.

Uma ponte liga o jardim zen do lado leste (onde o sol nasce) do Pavilhão ao jardim tropical do lado oeste (onde o sol se põe). Este último tem plantas típicas da Mata Atlântica.

jardim tropical pavilhão japonês sp
O jardim tropical.

Curiosidade: a primeira cerimônia do chá na América do Sul foi realizada na Sala de Chá dentro do Pavilhão Japonês (o seu local mais importante). Essa tradição tem origem no encontro dos guerreiros para inspirar o desarmamento, não só literal mas também de espírito.

Há ainda uma área de exposição de objetos (cerâmicas, porcelanas e outros artefatos) da cultura japonesa. Esse local não é permitido fotografar, mas tivemos autorização mais do que especial para tanto.

espaço de exposição pavilháo japones
Espaço de exposição

Um bom apanhado da cultura japonesa que achei bem interessante.

…………………..

Outras informações

  • endereço: Parque do Ibirapuera – portão 10 (próximo ao Planetário e ao Museu Afro-Brasil).
  • horário: quarta-feira, sábado, domingo e feriados de 10h às 12h e 13h às 17h.
  • valor: R$ 10,00.
  • imperdível: o jardim externo e a arquitetura do pavilhão.
  • site: bunkyo.org.br/pt-BR/pavilhao-japones

Se quiser mais ideias de o que fazer em Sampa veja nosso post índice com dicas de viagem em São Paulo.

O que achou do Pavilhão Japonês no Ibirapuera? Deixe seus comentários!

Receba matérias por email!

Post Autor
Lulu Freitas
Carioca que ama viajar. Meu lema: "Vivo para viajar. Viajo para viver". Compartilho aqui minhas experiências de viagens pelo mundo, com dicas sobre tudo o que conheci e adorei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais fotos de minhas viagens

Siga o blog no Instagram, por lá rolam muitas outras fotografias dos lugares mais lindos que já visitei. São fotos de viagens, lugares, roteiros de viagens e dicas com passeios surpreendentes.

Junte-se ao Instagram