Inscreva-se em nossa News

Assine colocando seu email logo abaixo.

Cataratas do Iguaçu – o Parque brasileiro

As Cataratas do Iguaçu são a maior atração de uma viagem a Foz de Iguaçu. São o grande motivo para se ir até lá! No último post fiz um roteiro das atrações da cidade de Foz do Iguaçu e agora chegou a hora de falar sobre a estrela da região!

Pode soar meio clichê, mas palavras não traduzem a beleza das Cataratas. Um espetáculo da natureza que só mesmo vendo ao vivo e a cores para entender como a natureza é incrível!

Não é por acaso que tantos estrangeiros visitam as Cataratas. Uma Torre de Babel! Gente de todo canto!

Vamos pelo começo!

As Cataratas do Iguaçu podem ser vistas tanto do lado brasileiro (Parque Nacional do Iguaçu) quanto do lado argentino (Parque Nacional Iguazú). Há uma certa disputa sobre qual é mais bonito, mas não vou entrar nessa… Os dois devem ser visitados!

O fato é que  do lado brasileiro admiramos as quedas que estão do lado argentino.

cataratas iguaçu parque nacional brasil
Mesmo com chuva o cenário é muito lindo!

Aqui vou contar sobre visita ao lado brazuca.

Eu fiz a dobradinha Parque das Aves + Parque das Cataratas (incluindo o passeio do Macuco Safari). Foi um dia inteiro para fazer tudo isso, saindo cedinho do hotel.

Breve história das Cataratas do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu foram descobertas por um explorador espanhol chamado Cabeza de Vaca, que estava indo para Assunção, no Paraguai. Ele e seu grupo estavam navegando em uma canoa quando a correnteza foi se tornando mais forte e começaram a avistar ao longe uma “fumaça”. Pensaram: “um incêndio na mata?”. À medida que ia navegando a correnteza e a “fumaça” aumentavam acompanhadas de um barulho de água cada vez mais alto. Achando aquilo tudo muito esquisito, o grupo resolveu parar de navegar. Foi a sorte! Porque se os espanhóis seguissem adiante iriam cair das Cataratas! A “fumaça” na verdade era o spray da queda d’água!

cataratas do iguaçu
É muita água.

Séculos se passaram e o governo brasileiro para povoar a região fez doações de terras. As terras onde estavam as Cataratas foram doadas para um uruguaio (parece piada!). E assim um uruguaio era dono dessa beleza toda.

Até que um personagem já muito famoso apareceu por lá: Santos Dumont. Já respeitado e mundialmente conhecido pelo voo com o 14-Bis, ele foi passar um dias na região. Ficou tão maravilhado com as Cataratas que disse uma frase que se tornou famosa: “estas maravilhas em torno das Cataratas não podem continuar a pertencer a um particular”.

No dia seguinte Santos Dumont partiu para procurar autoridades do governo e denunciar a situação. Ao final conseguiu que a área fosse desapropriada e assim nasceu o Parque Nacional do Iguaçu.

Há uma estátua em homenagem a Santos Dumont no Parque.

Hoje o Parque é de responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que licitou a sua gestão.

Em 1986 foi declarado pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

Como chegar

Há linhas de ônibus que partem do TTU (Terminal de Transportes Urbanos) no Centro de Foz do Iguaçu.

De carro, há amplo estacionamento no local no valor fixo de R$ 19,00 (pago no momento de compra do ingresso). Não é permitido o trânsito de carros particulares no interior do Parque.

Se preferir, é possível contratar excursão incluindo o ingresso e transporte ao parque. A Loumar Turismo, a maior operadora da cidade, cobra R$ 49,00 pelo transfer.

O Parque

O mapa abaixo vai ajudar a se orientar:

mapa parque cataratas do iguaçu

Conhecendo as Cataratas

O Parque é pequeno e fácil de conhecer. Bastante limpo, conservado e organizado. Sinalizações bilíngues espalhadas por todo lado. Tudo alto nível!

centro de visitantes do parque nacional das cataratas do iguaçu
Centro de Visitantes.

Chegando ao Parque, compramos o ingresso na bilheteria. O valor é de R$ 31,30 para brasileiros, pode ser comprado na hora ou pela internet.

O ingresso dá direito apenas a fazer a trilha de observação das Cataratas e o transporte interno de ônibus.

O ônibus parte do Centro de Visitantes com frequência. Aliás, esse é o único meio de transporte normal dentro do parque. Digo “normal” porque há agências de turismo que levam seus clientes de ônibus até a trilha das Cataratas, causando engarrafamento. O ônibus em que estava ficou uns 15 minutos parado até poder chegar na trilha. Não sei se isso é muito legal…

O ônibus faz paradas nas trilhas das outras atrações pagas à parte (vou falar mais delas daqui a pouco) até chegar na trilha das Cataratas (penúltima parada).

A descida é frente ao Hotel das Cataratas e já estamos de cara para aquele espetáculo de cenário. Depois, é ir se maravilhando com o visual. Cada trecho um ângulo diferente, um “uau!”.

saltos cataratas iguaçu
Quedas e mais quedas d’água.

Vá calmamente, pare para tirar muuuuuitas fotos! Às vezes, é preciso paciência para conseguir tirar foto sem gente atrapalhando rsrs

turistas parque cataratas iguaçu
Às vezes é preciso paciência para tirar fotos.

Mesmo chovendo muito, o caminho foi muito fácil. É pavimentado, muitas rampas, algumas poucas escadas e sem perigo. Só foi preciso um pouquinho de cuidado para não escorregar porque estava muito molhado, claro.

O ideal é ir com um tênis confortável, mas você vê gente de tudo quanto é jeito!

trilha pavimentada cataratas iguaçu
Trilha das Cataratas. Molezinha.

Ao final do caminho chega-se na passarela sobre o rio que fica ao lado da queda chamada Garganta do Diabo, a principal das Cataratas. Aqui, mesmo num dia de sol, não tem como evitar de se molhar com o spray causado pela força das águas caindo de uma altura de  85m.

passarela cataratas iguaçu
A passarela cheia de turistas!
plataforma cataratas do iguaçu
A Garganta do Diabo fica do lado esquerdo da plataforma.

Assista a esse videozinho e sinta o barulho da força das águas!

Saindo da passarela ainda é possível admirar a Garganta do Diabo em dois mirantes que ficam ao lado dela. Eles estão em dois níveis, o primeiro na altura da passarela e o segundo acima, cujo acesso é feito por um elevador panorâmico.

cataratas-iguaçu-garganta-do-diabo
As Cataratas vista do mirante.

cataratas-iguaçu-visao-lateral-garganta-do-diabo

Se você for fazer só isso, cerca de duas horas no Parque são suficientes.

Ah! Para onde vai essa água toda? Depois desse ponto onde estão localizadas as Cataratas, o rio Iguaçu segue calmamente até se encontrar com o rio Paraná, lá no Marco das Três Nações.

As outras atrações do Parque

Se você estiver a fim de gastar um pouquinho e tiver um espírito de aventura, poderá fazer algumas das outras atrações do Parque que são contratadas em separado.

É preciso calcular o tempo da sua visita, porque algumas dessas atrações demandam bastante tempo.

Eu só tive tempo de fazer o passeio do Macuco Safari, mas vou dar algumas informações rápidas sobre os demais, ok?

O Campo de Desafios fica na parada da Trilha das Cataratas, Lá é possível fazer rafting, rapel, arvorismo e escalada.

Trilha do Poço Preto é uma caminhada de 9km feita com guia pela mata que pode ser feita de bicicleta, carro elétrico ou a pé, no final pega-se um barco e um caiaque para navegar pelo rio Iguaçu. Valor R$ 278,00.

Trilha das Bananeiras é um passeio ecológico em uma trilha de 1,5km feita à pé ou por carro elétrico. No final, pode-se navegar de caiaque pelo rio. Valor R$ 216,00.

O Macuco Safari é o passeio de barco até uma queda d’água das Cataratas. Eu fiz, demora ao todo cerca de 2h e é divertidíssimo! O valor é R$ 179,00.

barcos macuco safari cataratas iguaçu
Atracadouro do Macuco Safari.

Prepare-se para se molhar, com ou sem capa! Vamos de barco pelo rio até os saltos chamados de Três Mosqueteiros. O rio não é muito agitado por ali, mas o piloto do barco acelera e faz algumas curvas de modo mais radical para fazer o trajeto “com emoção” rsrs.

navegando pelo rio iguaçu
Pelo rio Iguaçu.

Chegando lá, tomamos “banho de catarata” três vezes!

cataratas-iguaçu-embaixo-do-salto
Tomando banho de catarata!
cataratas-iguaçu-barco-rio-macuco-safari
Apesar do barco entrar embaixo da queda d’água é tudo muito seguro. Não há perigo.

cataratas-iguaçu-macuco-safari

A água é gelada e a energia positiva dessa experiência é única! Foi incrível e se puder, vá!

Dica: alugue um locker antes de fazer o passeio (R$ 5,00), deixe suas coisa nele e leve uma muda de roupa extra para trocar após o passeio.

Se tiver algum tempinho, visite o Espaço Iguaçu no Centro de Visitantes. É uma exposição bem interessante da história do Parque, em especial com uma coleção de fotografias mostrando os primeiros visitantes das Cataratas.

Uma exposição super interessante.
Uma exposição super interessante.

Alimentação

Tudo lá, como em qualquer parque, é caro. Não tem jeito. Há um restaurante estilo buffet (preço fixo) e duas lanchonetes, porém é possível levar tranquilamente lanche na mochila porque não há qualquer fiscalização.

——————————————————————–

Espero que tenham gostado do post tanto quanto eu gostei de recordar dessa maravilhosa experiência!

Você conhece as Cataratas? Deixe suas dicas e opiniões nos comentários!




Compartilhe
        
     
Post Autor
Lulu Freitas
Carioca que ama viajar. Meu lema: "Vivo para viajar. Viajo para viver". Compartilho aqui minhas experiências de viagens pelo mundo, com dicas sobre tudo o que conheci e adorei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais fotos de minhas viagens

Siga o blog no Instagram, por lá rolam muitas outras fotografias dos lugares mais lindos que já visitei. São fotos de viagens, lugares, roteiros de viagens e dicas com passeios surpreendentes.

Junte-se ao Instagram