Receba matérias por email!

Dicas de viagem para Dublin

viagem para dublin, Dicas de viagem para Dublin
Home  »  EuropaIrlanda   »   Dicas de viagem para Dublin

Vamos a algumas dicas de viagem para Dublin. Eu pretendia escrever um post também falando sobre as suas principais atração só que ficou meio grande… Então resolvi separar as informações. Assim, vou falar aqui apenas um pouquinho sobre a cidade e dar algumas informações básicas.

A capital da Irlanda é relativamente pequena e três dias são suficientes para conhecer com calma suas principais atrações.

Como falei nas minhas dicas de viagem e impressões sobre a Irlanda, entrar no país é bem tranquilo. A imigração no aeroporto é bastante rápida e fácil. Lembrando: a Irlanda faz parte da União Europeia, logo a moeda é o euro e não precisamos de visto.

Dublin nasceu a partir de ocupação viking, que chamava o local de “duibh linnia” (daí nasceu o nome da cidade), que significa “lago negro”. Antigamente a cidade era uma área pantanosa, eis a razão do nome.

rio Liffey corta Dublin, dividindo-a entre norte e sul. Até os anos 80 a zona norte era a mais importante da cidade. Após, houve mudanças econômicas que levaram a zona sul a se tornar mais disputada e valorizada.

liffey river dublin
Rio Liffey

A cidade é muito jovem e extremamente alegre, refletindo o bom humor dos irlandeses regado a boa cerveja e whisky. Só é recomendável não tentar conversar sobre religião ou IRA a fim de evitar debates acalorados ou alguma situação desconfortável.

Achei Dublin uma cidade sem maiores belezas naturais ou arquitetônicas, mas curti esse clima animado. Muita festa à noite rsrs. Bem, isso é assunto para outro post!

Se achar viável para economizar em ingressos existe o Dublin Pass que dá entrada de graça em 33 atrações e descontos em outras. Digo viável porque é preciso fazer conta, analisar o que está ou não incluído e se organizar para valer a pena comprá-lo. O valor do passe varia de acordo com a quantidade de dias de validade.

Quanto custa uma viagem para Dublin

A Lidiane do blog Partiu Viajar tem uma tabela detalhada de quanto custa viajar para Dublin que é super útil!

Transporte em Dublin

O aeroporto de Dublin é distante da região central da cidade, mas é muito fácil ir até lá. Há algumas empresas que operam uma linha de transfer. Ônibus confortável com wi-fi, espaço para as malas e um roteiro com várias paradas nas principais áreas da cidade. Eu usei o Airlink 747, no valor de €7 a ida e €12 ida e volta (preço de 2019). É só comprar o bilhete do Airlink aqui.

O blog Tur Mundial escreveu um post explicando todos os meios de ir do aeroporto de Dublin para o Centro da cidade.

Se locomover na cidade é igualmente descomplicado. Fiz tudo a pé, o que para mim é a melhor forma de se conhecer uma cidade. As distâncias não são grandes.

Porém, se preferir, há linhas de ônibus e tram (o bonde elétrico que aqui é chamado de luas) pela cidade. Um aplicativo para celular bem útil é o “journey plan (transport for ireland)”, que organiza rotas de todos os meios de transporte, gera mapas, informa horários, etc., por todo o país. Disponível para android e ios, também é possível usá-lo direto pela internet.

Alugar uma bicicleta para uma pedalada pelas margens do rio Liffey é uma opção divertida. Fica a dica!

aluguel bicicleta dublin
As magrelas.

Há linhas de ônibus hop on-hop off pelas principais atrações de Dublin, mas acho que aqui, por conta do preço, só é necessário se você não tiver muito tempo para passear pela cidade.

Walking Tour em Dublin

Uma das formas que acho mais agradáveis e interessantes de se ter uma visão geral de uma cidade e se conhecer outros viajantes é através de um walking tour. Sou muito fã. Aqui fiz um muito bacana e divertido pela Dublin Free Walking Tourque merece destaque. Foi um dos melhores que já fiz até hoje!

Com saída diária a partir do Spire na O’Connell Street às 11h para um roteiro pelo sul da cidade e às 15h pelo norte. São cerca de 3 horas de caminhada com guia super simpático e instrutivo. O valor? O que você achar justo pagar.

Comprinhas em Dublin

As principais ruas para compras são a Henry Street e a Grafton Street, rua de pedestres com as principais lojas de marcas mundiais.

Um bom lugar para comprar é a Penneys, que é a Primark só que lá tem outro nome. Então, se você já ouviu falar ou conhece a Primark já sabe: muita roupa baratinha, bastando dar uma garimpada para encontrar coisas bem legais. Há uma loja enorme na O’Connell Street.

Se o foco forem produtos de qualidade, maquiagens e afins a loja de departamentos Debenhams é o lugar.

Comida

Come-se muito bem na Irlanda. As porções são muito fartas. De fast food a fish and chips opções é que não faltam a bons preços. Até restaurante de comida brasileira!

taste brazil restaurante dublin
Olha o Brasil aí gente!

Não deixe de ir no Leo Burdock, o mais tradicional e super bem servido fish and chips de Dublin. Há algumas unidades pela cidade, sendo a primeira e mais tradicional uma lojinha quase em frente da Christ Church Cathedral (veja mais no nosso roteiro em Dublin).

Aliás, aqui em Dublin comi uma das combinações mais bizarras da minha vida. Pizza + salada + batata frita. Assim, tudo junto. Sério. Em um restaurante na O’Connell Street tinha uma promoção e eu li errado o cartaz… Achei que era pizza com salada ou batata frita. Imagina a minha cara de supresa quando recebi o prato!

Bizarro!
Bizarro!

……………………………….

Confira nosso roteiro de atrações em Dublin (parte 1 e parte 2). Se tiver alguma informação ou dica deixe seu comentário!

Receba matérias por email!

Post Autor
Lulu Freitas
Carioca que ama viajar. Meu lema: "Vivo para viajar. Viajo para viver". Compartilho aqui minhas experiências de viagens pelo mundo, com dicas sobre tudo o que conheci e adorei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais fotos de minhas viagens

Siga o blog no Instagram, por lá rolam muitas outras fotografias dos lugares mais lindos que já visitei. São fotos de viagens, lugares, roteiros de viagens e dicas com passeios surpreendentes.

Junte-se ao Instagram