Receba matérias por email!

Um giro pela Holanda – dicas sobre a Holanda

Home  »  EuropaHolanda   »   Um giro pela Holanda – dicas sobre a Holanda

Algumas dicas sobre a Holanda, básica para organizar a sua viagem. Em abril de 2014, fiz uma viagem de uma semana pela Holanda, conhecendo algumas das principais cidades do país.

Nos próximos posts vou contar um pouquinho sobre o que conheci desse país de idioma quase impronunciável e de povo adorável e simpático. Aqui vou dar uma visão geral e algumas informações úteis para você visitar a Holanda.

O país faz parte da União Europeia, logo brasileiro não precisa de visto e a moeda oficial é o euro. Muito tranquila a imigração.

O clima é aquele da Europa… calor no verão, frio no inverno (difícil nevar). Estações do ano bem definidas.

A Holanda é um país bem seguro. Viajei sozinha e em nenhum momento passei por qualquer momento de tensão. No entanto, atenção com bolsas e documentos em lugares movimentados e mais turísticos nunca é demais.

Você encontrará cidade com construções antigas e típicas, como AmsterdãDelft, ou modernas, como Haia e Roterdã. Um mix bem interessante.

predios roterda holanda
Roterdã e seus prédios modernos

 

canal e casas de amsterdam na holanda
Amsterdã, seus canais e casinhas coloridas fofas.

Não podemos esquecer de mencionar nas dicas sobre a Holanda a beleza exuberante das tulipas e dos tradicionais moinhos, duas marcas registradas do país.

moinho holandes
Alguém viu um moinho por aí?
campo de tulipas holandesas
Campos de tulipas perto do Keukenhof.

Se locomover pelo país é muito fácil. Uma das dicas da Holanda é que há trem para todo o canto, confortável e pontual. Viagens curtas de trem te levam a vários lugares de modo seguro e barato. Há também inúmeras linhas de ônibus. Mas tenho que confessar que sou fã de andar de trem!

No site da NS, a empresa de trem da Holanda, você poderá consultar horários, preços e itinerários.

Falando em transporte, a bicicleta é paixão nacional, com regra de trânsito e tudo (ex.: sinal de trânsito, levantar a mão para “dar seta”). Assim, se você não sabe andar bem de bicicleta, pense duas vezes em se arriscar pelas ruas, porque o pessoal pode reclamar e xingar se você ficar atrapalhando o fluxo.

bicicletário amsterdam
Estacionamento de bikes em Amsterdã.

É fácil alugar bicicleta. Lojas por todo lado. As mais famosas são a Yellow Bike e a Mac Bike.

O pedestre, por sua vez, tem que tomar cuidado e ficar na calçada. A preferência é da bicicleta. Sempre. Não vai querer ser atropelado nas férias, não é?

amsterdam bicicleta
Bicicleta por todos os lados. Não é fofo?

O idioma é o holandês, mas todo mundo fala (bem) inglês. Sério, em todos as cidades não tive problema de comunicação, às vezes até esquecia que o inglês não é a língua oficial. Nesse aspecto achei muito melhor do que na Alemanha, por exemplo.

A comida típica não é nada demais, porém há dois duas coisas que a-m-e-i: o appelgebak (a torta de maçã holandesa, não deixe de provar no restaurante Winkel 43 no Noordermarkt de Amsterdã) e o stroopwafel (um biscoito feito de waffel bem fininho recheado de caramelo que deve ser comido de preferência quentinho).

Não posso esquecer do hábito nada light de, andando pela rua, comer batata frita com maionese em cone de papel. E também da rede Febo, com a comida (salgados e sandubas) em máquinas.

De qualquer forma há opções de culinária do mundo inteiro. Come-se bem e a preço justo.

restaurante febo amsterdam
Não deixe de ir no Febo, o menos para matar a curiosidade.

Mais dicas sobre a Holanda e sua culinária? Veja esse post do nosso parceiro Meu Ponto de Partida.

A água da torneira é potável, dá para economizar, mas confesso que tenho nojinho.

Falando em economizar, o Albert Heijn é um supermercado que você encontra por todo lugar e possui uma seção de sanduíches, sucos e saladas prontos para viagem. Tudo bem gostoso e barato.

Você deve estar pensando… “não vai falar sobre a maconha?”. Claro que vou! É proibido consumir maconha fora dos coffee shops.

Só de passar na porta de um coffeeshop você sente o cheiro da “maresia”. Vez ou outra esbarrei com alguém usando em uma rua mais vazia ou canto de um parque. Tudo muito discreto.

Ah! Se quiser tomar um café você deve ir a um Cafe e não a um Coffeeshop, ok? Apesar de nomes parecidos, não são sinônimos!

Um bom site para ajudar na organização da viagem é a página oficial de turismo do governo da Holanda, com versão em português, o Holland.com.  Se a viagem for apenas para Amsterdã consulte o I amsterdam (infelizemente não possui versão em português).

Você conhece a Holanda? Tem dicas sobre a Holanda? Deixe seus comentários!

Receba matérias por email!

Post Autor
Lulu Freitas

Carioca que ama viajar. Meu lema: “Vivo para viajar. Viajo para viver”. Compartilho aqui minhas experiências de viagens pelo mundo, com dicas sobre tudo o que conheci e adorei.

comentários

4 comentários
  1. postado por
    Sonia
    jun 26, 2016 Reply

    Se tudo der certo, conseguiremos visitar a Holanda ainda esse ano 🙂 Quero provar a torta de maça!

    • postado por
      Lulu Freitas
      jun 26, 2016 Reply

      Olá Sonia! Estou na torcida para que consiga visitar a Holanda. Um país muito bacana! bjs

  2. postado por
    Corinne
    jun 14, 2016 Reply

    Me arrependo de não ter alugado uma Bicicleta para explorar mais a cidade…Achei Amsterdam incrível…Amei os Museus também, o clima da cidade, os lindos canais <3 Enfim, muito amor pela holanda !

    Beijinhos,
    Cori
    http://www.meupontodepartida.com

    • postado por
      Lulu Freitas
      jun 14, 2016 Reply

      Sim! Muito amor envolvido. Não aluguei bike também mas aproveitei muito mesmo assim!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais fotos de minhas viagens

Siga o blog no Instagram, por lá rolam muitas outras fotografias dos lugares mais lindos que já visitei. São fotos de viagens, lugares, roteiros de viagens e dicas com passeios surpreendentes.

Junte-se ao Instagram